Ligue-nos / Call us: 282 457 018

Preenchimentos Faciais

Preenchimentos Faciais

Os Preenchimentos Faciais​ constituem um procedimento minimamente invasivo que apresenta como objetivos fundamentais a correção de assimetrias faciais, remodelação do contorno do rosto e a reposição volumétrica, de forma a restabelecer áreas de volume modificadas com o passar dos anos.
Preenchimentos Restylane na Clínica PRIVÉ

Envelhecimento da pele em geral e perda de volume

A forma como envelhecemos é, em parte, devido à genética. Este envelhecimento intrínseco combinado com factores ambientais e o estilo de vida, provoca o abrandamento dos principais processos e funções da pele. É este abrandar que torna os sinais do envelhecimento visíveis: perda de volume, rugas e perda de densidade e brilho.

Juntamente com as rugas, a perda de densidade e o brilho, dão uma aparência mais velha ao rosto. Às vezes é difícil de descrever, a perda de volume é muito comum, alterando a estrutura e a forma de todo o rosto. Por vezes, também pode ser descrito como pele flácida, perda de contornos, “pele de frango” e é frequentemente associada com um olhar negativo para o rosto.

Indicado na:

  • Correção de rugas superficiais e profundas;
  • Aumento do volume facial: região malar, mento, mandíbula, depressões e irregularidades do rosto;
  • Rejuvenescimento da pele, aumento de luminosidade e hidratação do rosto;
  • Contorno e enchimento de lábios;
  • Rejuvenescimento de mãos e pescoço.

O ácido hialurónico é seguro pela facilidade com que as intervenções podem ser revertidas. Se os efeitos resultantes de uma intervenção não forem os desejados, o recurso à enzima hialuronidase permite dissolver o ácido hialurónico de forma quase imediata, possibilitando intervenções reparadoras. Consegue-se por isso uma maleabilidade sem precedentes na administração dos preenchimentos à base de ácido hialurónico que não se obtém com produtos alternativos.

Como reconhecer a perda de volume

O triângulo da beleza

Como a perda de volume pode ser difícil de descrever ou identificar, uma referência visual pode ser útil. Mostra claramente como este sinal particular de envelhecimento muda a forma e a estrutura do rosto de várias formas subtís, mas transformadoras. O “triângulo da beleza” demonstra o que a diminuição de volume pode causar ao rosto, assumindo um olhar negativo, triste ou stressado. Isto por sua vez pode levar a percepções incorretas de humor de uma pessoa.

Um rosto jovem possui uma distribuição de volume que cria uma aparência atraente. As principais características de um rosto mais jovem podem ser claramente vistas como parte do “triângulo da beleza”. Estes incluem:

  • Maçãs do rosto altas
  • Queixo definido
  • Pele lisa
  • Linha da mandíbula bem definida e magra

Estas características combinam-se para criar um formato de rosto e estrutura mais amplo como o topo, afinando até o ponto mais estreito no queixo. O olhar geral é descontraído e positivo.

À medida que envelhecemos, os sinais da perda de volume significam que o triângulo é invertido. Isto deve-se às seguintes alterações:

  • Mandíbula mais ampla e linha descaída
  • Forma do rosro flácida
  • Bochechas mais lisas
  • Testa e as sobrancelhas com rugas
  • Cantos da boca virados para baixo

É a combinação destes factores que equivalem a uma aparência envelhecida. Como se pode observar, o triângulo está virado de cabeça para baixo e é a área mais ampla para a parte inferior da cara. Como diminui o volume e a pele cede, a percepção da face é alterada. Agora esta aparência facial poderá ser percebido como triste ou stressada.

Dão volume a áreas críticas, reduzem visivelmente as rugas e ajudam a renovar os tecidos cutâneos. Esta correção pode fazer-se de vários modos, quer preenchendo rugas e sulcos demasiado profundos e marcados (ou algumas cicatrizes), quer remodelando o contorno de determinadas regiões da face, como as maçãs do rosto (que tendem a descair e afundar-se) e o arco mandibular, que está localizado na zona do queixo.

O Ácido hialurónico é uma substância que existe de forma natural no nosso organismo que actua como fator estruturante e hidratante dos tecidos, em particular da pele. A sua produção diminui com o decorrer dos anos mas o ácido hialurónico que se utiliza em estética, embora seja sintetizado em laboratório, é muito semelhante ao que produzimos naturalmente de forma orânica, pelo que o risco de reações adversas é mínimo.

O ácido hialurónico pode ser utilizado para preenchimento de rugas (em particular, na zona dos pés de galinha e no sulco nasogeniano), bem como para a modelação dos lábios e do contorno facial, nomeadamente para dar volume à região das maçãs do rosto e do queixo. Também está indicado como revitalizante. Quanto à sua durabilidade, saiba que a reabsorção é progressiva, mas tem uma duração média de um ano. Pode ser, no entanto, mais, dependendo da fórmula utilizada (grau de estabilização e densidade) e do local onde é infiltrado.

 

Espalhe a Palavra...

Close Menu